SURTO DE FEBRE AMARELA DEFLAGRA CENSO VACINAL DA POPULAÇÃO DA ÁREA RURAL DO MUNICÍPIO

Desde 2017, o Brasil passa pelo maior surto de febre amarela de sua história recente. No período sazonal 2017/2018, foram confirmados 1.376 casos de doença, com 483 óbitos. Em 2019, até a SE 20 (19/05/2019) foram confirmados 81 casos, com 14 óbitos, sendo um deles registrados no estado de Santa Catarina.

Diante deste cenário, várias medidas estão sendo adotadas pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, como reforço das ações de vigilância epidemiológica/ imunizações. Neste sentido o Ministério da Saúde e o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), solicitaram uma nova avaliação das coberturas vacinais pelos municípios, através da deflagração de um censo vacinal de febre amarela, identificando os não vacinados e atualizando sua situação vacinal, segundo as normas técnicas, em TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO QUE TENHAM ÁREA RURAL EM SEU TERRITÓRIO.

Reiteramos que este censo é para toda a população rural, porém deverão ser vacinados APENAS as pessoas que não tiverem comprovação de dose anterior da vacina contra a febre amarela e, que tenham idade superior a 9 meses e inferior a 60 anos (59 anos 11 meses e 29 dias).

As pessoas que não tiverem comprovação da aplicação da vacina, que estejam na faixa etária determinada e que, mesmo assim, não queiram vacinar-se (contrariando a orientação da Secretaria Estadual de Saúde), deverão assinar termo de responsabilidade – haja visto que a vacina foi ofertada, a doença está acontecendo e a pessoa não quer ser vacinada.

A Secretaria Municipal de Saúde de Ibiraiaras estará realizando este censo vacinal no Município visando a busca ativa das pessoas que ainda não apresentaram comprovação vacinal. Esta busca está sendo feita através de equipe volante, diretamente nos seus domicílios.

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ibiraiaras