LILIANA CARDOSO, PATRONA ESTADUAL DOS FESTEJOS FARROUPILHA SE FAZ PRESENTE EM IBIRAIARAS-RS PARA LANÇAMENTO DA SEMANA FARROUPILHA MUNICIPAL

No dia, 31 de agosto de 2021, a Administração Municipal de Ibiraiaras realizou o lançamento da Semana Farroupilha, e para o evento esteve presente a Patrona Estadual dos Festejos Farroupilha, Liliana Cardoso e Maxsoel Bastos, Vice-presidente da Comissão dos Festejos Farroupilhas do RS. Importante destacar que Liliana é a primeira mulher negra a receber a homenagem. Natural de Porto Alegre, a patrona tem 43 anos, é declamadora, radialista, apresentadora, mestre de cerimônias, ativista cultural e vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura.

Como declamadora, foi cinco vezes campeã do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Fegart/Enart) e bi-campeã do Rodeio Internacional de Vacaria. Por três vezes recebeu o prêmio Vitor Mateus Teixeira e também foi condecorada pela Assembleia Legislativa com a Medalha Mérito Farroupilha, a maior honraria do Estado. Todo esse currículo e trajetória enalteceram a sua participação em Ibiraiaras, a qual esteve realizando oficinas culturais com todas as escolas do município, além da APAE e destacou fortemente a necessidade da representatividade da mulher, aliás, “Caminhos de Anita” foi escolhido o tema Estadual e postergado pelo município.

Sua participação foi magnífica e imperiosa, pois suas falas contribuíram fortemente para o tradicionalismo e para a ruptura de preceitos aristocráticos, misóginos e racistas. Liliana engradece a cultura e à cidade de Ibiraiaras ao reverenciar a diversidade, pois em todo momento que passou o dia aqui, certamente, confirmou o real papel do Patronato e compromisso social que tens.

Com o cronograma iniciado às 08h da manhã e encerrado por volta das 22h da noite, podemos afirmar que a presença dessa mulher de força e garra somente fortificou o elo de ligação com a cultura. Como forma de agradecer, Liliana deixou exemplares do Livro “Ainda a arte de declamar no gauchismo” de autoria de seu pai José Luiz Rodrigues dos Santos.

Por fim, encerramos essa matéria afirmando que o Legado do Tradicionalismo jamais pode ser esquecido, afinal, os tempos modernos exigem a preservação e a continuidade de nossa história. E às próximas gerações fica o dever de garantir a cada novo dia, novas façanhas, novas conquistas e a constituição de um mundo carregado de LIBERDADE, IGUALDADE E HUMANIDADE. 

Fonte: Assessoria de Imprensa Prefeitura de Ibiraiaras